Entries by Lucas Wilches

Os 7 pecados – Preguiça

Na quarta poesia da série “Os 7 pecados”, a PREGUIÇA “se apresenta” a nós. Ele faz uma autodescrição, indicando as características que mais afloram nas pessoas. Ao longo das próximas semanas, você verá uma poesia “feita por cada um dos pecados”.   Quero começar desabafando Dizem por aí que eu estou sempre enrolando Protesto! Não é bem […]

Os 7 pecados – Ira

Na quarta poesia da série “Os 7 pecados”, a IRA “se apresenta” a nós. Ele faz uma autodescrição, indicando as características que mais afloram nas pessoas. Ao longo das próximas semanas, você verá uma poesia “feita por cada um dos pecados”. Quando chego mostro que sou insuportável Incomodo e causo aversão Faço um escândalo reprovável Dos seus […]

Os 7 pecados – Inveja

Na terceira poesia da série “Os 7 pecados”, a INVEJA “se apresenta” a nós. Ele faz uma autodescrição, indicando as características que mais afloram nas pessoas. Ao longo das próximas semanas, você verá uma poesia “feita por cada um dos pecados”. Olá, você está bem? Então, eu tenho que estar melhor Não tolero o sucesso ninguém Preciso […]

Os 7 pecados – Avareza

Na segunda poesia da série “Os 7 pecados”, a AVAREZA “se apresenta” a nós. Ele faz uma autodescrição, indicando as características que mais afloram nas pessoas. Ao longo das próximas semanas, você verá uma poesia “feita por cada um dos pecados”.   Boa noite Deixe me apresentar Eu tenho muitos nomes Alguns eu já vou citar Me […]

Os 7 pecados – Orgulho

Na primeira poesia da série “Os 7 pecados”, o orgulho “se apresenta” a nós. Ele faz uma autodescrição, indicando as características que mais afloram nas pessoas. Ao longo das próximas semanas, você verá uma poesia “feita por cada um dos pecados”. Boa noite Prazer Quando chego, eu sou meio tímido Mas logo eu me faço […]

Pare de mastigar

Hora do almoço. Chego ao restaurante e peço uma lasanha. Não estou “grávido”, mas o desejo pelo prato está absurdo. Minutos depois, ao longe, vejo o garçom. Ele vem caminhando, quase que em câmera lenta, em minha direção. Água na boca. Engulo uma caixa d’água de 500 litros. Mais uns passos dele. Abro um largo sorriso. […]