Na rede social da beleza, hipocrisia é mato

Ahhh… 2017 chegou! Que ano passamos, não? Em 2016, todo dia foi um “7 a 1” diferente. Passamos por momentos em que foi só tiro, porrada e bomba, culminando em separações que abalaram “nossas convicções” – Tio Bonner e Tia Fafa! Não estávamos preparados. Quem diria, não?

Já cansados, sofremos com a tragédia. Uma cidade inteira sofreu a perda de tanta juventude, tudo pela ganância do coração humano. Se há um culpado, pouco importa, não diminuirá de 71 para 70. #ForçaChape

E agora, o que mais podemos pensar? Brad Pitt largou Angelina Jolie. Não!!! Para aí que está tudo errado. Ele é bonito, ela é bonita, são ricos e famosos, rodaram o mundo, adotaram crianças, têm carros, casas, seguidores. Para! Faltou o que ali? Acho que finalmente entendi o porquê BELEZA NÃO PÕE MESA. “Beleza” de vida não faltava ali, mas como já dizia o bom Salomão:

“Sabe o que acontece quando a ganância toma o controle: quanto mais você tem, menos você é”. (Pv. 1-19)

Esse ano foi marcado, também, pela expansão das redes sociais Instagram, Snapchat, WhatsApp, Facebook, Live no Face… São inúmeras as ferramentas que transformaram o mundo em um minúsculo clique com o botão esquerdo e trouxeram à tona a grama do vizinho, aquela maldita grama verde dele! Incrivelmente voltamos à estaca zero. A ditadura da beleza foi substituída pela escravidão da aparência! Perdemos um dia atrás do click perfeito e nos colocamos em situações constrangedoras para agradar… os outros! Definitivamente perdemos o valor e colocamos preço em tudo. Estamos pagando caro!

“Milagre é raro onde hipocrisia é mato”, já dizia o grande poeta Vitor Kivitz.

Finalmente nos rendemos à ideia do capitalismo, que nos escraviza pela ganância da felicidade. Nesse cenário capital, buscamos a vida que está lá no pote de ouro do fim do arco-íris, achando que a segunda experiência nos trará felicidade em dobro, enquanto passamos pelo tempo com medo da falta de tempo, perdendo a vida correndo atrás do tempo. Que lógica medonha! Por isso, mais uma vez, cito o jovem poeta, Vitor Kivitz:

“é rir pra não chorar, êta mundo bom de acabar! Mas se ainda existe ar, resta motivos pra respirar. Quem concede a graça de recomeçar? Na vida que foi dada e você nem pediu?”

Pra sair dessa situação, a humanidade não tem outra saída que não seja a ajuda de Cristo. É preciso crer e apegar-se no amor inesgotável de Cristo, onde você pode esgotar suas expectativas e carências, e partir do amor livre para amar, finalmente entendendo o que está escrito em João 8:32:

“E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará”. Busque sua experiência real com Deus!

Finalizo, refletindo na frase do Paulo Brabo:

“O ensino de Jesus só permanece novo porque nunca foi tentado”.

E agora, obedecendo a primeira bem-aventurança, talvez possamos nos colocar de joelhos na frente de Deus e, assumindo nossa pobreza de espírito e incapacidade, consigamos entender que o Reino de Deus é daquele que dá ao próximo o amor que queria pra ele. Só assim a “Ganância da Felicidade” talvez se transforme na “Bênção do Amor”.

*TEXTO ESCRITO POR GABRIEL ZAMBIANCO

The following two tabs change content below.
O portalmetanoia.com é um espaço criado para inspirar nossa geração a experimentar mais de Deus e de seu Reino aqui e agora até que ele venha em sua plenitude.

Últimos posts por Metanoia (Ver tudo)

1 responder
  1. juliana nascimento da silva
    juliana nascimento da silva says:

    Nossa! Incrível o pensamento, chamo isso de choque de realidade, pena que muitos negam e negam assumir essa verdade em suas vidas, quando se exclui Cristo da vida o mundo é um espaço limitado e repleto de mentiras onde você finge que tudo vai bem….

    Responder

Deixe uma resposta

Gostou deste post?
Fique a vontade para deixar seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *